quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Por debaixo do escorregador do parquinho


Atravessamos mais um CONVERSAS DE DANÇA... Se ano passado, apesar de potentes, fomos tímidos e sucintos, esse ano nos transbordamos tanto que quase nos deixamos dispersar, sem perder a potência, mas experimentando reorganizações de tempos, espaços, situações e encontros mais laaaaaaaargos, mais leeeeeentos, mais oooooutros.

Foi linda a experiência do nosso assalto criativo. Mesmo de maneira frágil, alguma coisa a que devemos dar bastante atenção aconteceu. Muito ao contrário de dizer 'não' para algum tipo de experiência de dança, começamos a ver novos grupos de pessoas dizendo 'sim' para outros universos de relação e experiência sensível.

Nós fomos ao teatro, nos amarramos e nos desamarramos, falamos de sonhos e métodos de notação mais ou menos conscientes, reocupamos uma sala de música e a renomeamos, inventamos pretextos mil para nos encontrarmos, mesmo que fosse só para uma sessão temática de Youtube, traduzimos livremente do imagês pro dancês e qualquer vice-versa que caiba aí. Nós fomos à rua, cortamos e colamos papéis monumentais, plantamos nuvens e trouxemos velhinhos de volta à infância. Nós corremos, e corremos, e corremos... criamos "sessions" faladas, dançadas e imaginadas. Nós papeamos sobre fronteiras e sobre como dissolvê-las, bebemos cerveja, discutimos e experimentamos outras energias e fluxos para nos movermos, assistimos a danças de gente que tá longe, de gente que tá do nosso lado e de gente que acabou de nascer. Nós olhamos para nossa memória e discutimos sobre fantasmas, cozinhas e outras coroas da nossa história. Aí nós caminhamos, e caminhamos, e caminhamos... como se desacelerássemos de uma corrida, mas só para emendar em uma folia ainda mais extática.

E nós nomeamos isso tudo como dança. Não como nosso amigo Duchamp, mas como a criança que não abandona sua corrida de caminhões no deserto, mesmo quando o velho cético lhe pergunta: o que você está fazendo com essas caixas de sapato?

Essa criança parece um bando se juntando. Um bando de bandidos mais ou menos procurados pela lei, um bando de bandidos crianças que fantasia e se fantasia com novas cores, novos contrastes, não para se esconder, mas para dizer: ei, você que esqueceu de brincar, vem cá!

Sem certezas, ainda sem muita ideia formada para falar sobre a experiência que é uma experiência... hesitante (uma palavra bonita que ouvi essa semana), muitas vezes precário e potente exatamente por isso. Acho que é isso que dá para falar desse tal de conversas de dança, agora sem letras maiúsculas, sem o grito ou o pretenso tom de grandiosidade.

Foi lindo olhar para esse bando de novos e reincidentes bandidos brincando de dança durante um mês. Foi lindo ver esse encontro/festival/evento - chamemos como quisermos - mexendo nas estruturas do parquinho Petrópolis, mesmo que só mudando sutilmente a posição das pedras que ficam debaixo do escorregador e quase ninguém vê.

Agradecemos profundamente a todos os que acreditaram e participaram desse movimento. Agora vamos começar a alimentar o blog e a página do Facebook com materiais dos encontros que rolaram. Acompanhem que em breve voltaremos pro parquinho pra brincar mais.




Dá-lhe Medusa Kobra Khan!

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Balanço da primeira semana

Essa postagem é pra repudiar uma atitude inaceitável nas relações entre a cultura da cidade e os seus apoiadores, sejam quais forem. Mas vamos aproveitar o espaço pra falar também das coisas que aplaudimos.

O CONVERSAS DE DANÇA 2014 começou regado a chuva, o que fez a gente adiar duas atividades do projeto "Delegando autorias". A festa-ocupação Folia de Dédalo e o encontro-oficina que faria a preparação da festa foram cancelados em suas datas originais, mas isso não quer dizer que não vão acontecer. Já estamos bolando o plano B pra realizar a Folia de Dédalo como ação de encerramento do encontro. Então fiquem ligados!


Na sequência e sem chuva, abrimos as atividades deste ano com chave de ouro. As oficinas e apresentações "Imagens e processos de criação para a cena" e "Biurá: contas de sonhos", da petropolitana-carioca Adriana Barcellos, e "Conexões entre dança de rua e dança contemporânea" e "Dúbbio+De....va..gar" do mineiro Vanilton Lakka encantaram o fim de semana petropolitano. Apesar de pouco público, o que é bastante comum para um tipo de ação que desvia o olhar do grande espetáculo, os encontros foram riquíssimos e geraram experiências muito potentes, tanto em relação aos seus próprios modos de operar (oficina e apresentação), quanto nos diálogos atravessados, uma das principais marcas do CONVERSAS DE DANÇA, que propõem um olhar nas ações artísticas para além de suas "funções comuns", a fim de criar outros trânsitos de informações e sensibilidades, outras relações entre artistas, espaços e públicos.


A primeira onda de atividades encerrou na Segunda-Feira (06/10), com a inauguração do novo projeto do encontro, o CineConversa. O filme “Pina”, um tributo do cineasta Wim Wenders à coreógrafa Pina Bausch, atraiu um público bastante diversificado de artistas ao Cine Humberto Mauro.

--

Mas em contraponto aos aplausos, temos as lamentações. Fomos informados essa semana que nosso apoio cultural do Marowil Rink Bar estava sendo cancelado, pois o empresário do espaço (Sr. Rogério) - após ter autorizado seu gerente a nos passar a informação de que o pedido enviado em ofício havia sido aceito, mesmo tendo sido informado que nosso material gráfico impresso já estava circulando e, portanto, não poderíamos mais oferecer essa contrapartida específica -, disse que não estávamos agindo de acordo com o combinado. Segundo informações do gerente André, o Sr. Rogério disse que o combinado teria sido que o CONVERSAS DE DANÇA ofereceria apresentações semanais no espaço do bar/restaurante e que os artistas aproveitariam para jantar no espaço (provavelmente pagando). Só pudemos lamentar que o Sr. Rogério não tenha lido o ofício que lhe foi entregue.

Sr. Rogério, quando nós escrevemos um ofício e nele dizemos que solicitamos "parceria na alimentação dos artistas convidados para o encontro – 40 jantares, ao longo do mês de Outubro / e cessão do espaço “rink” para realização de uma apresentação, no dia 22 de Outubro (companhia convidada do RJ)", nós queremos dizer que oferecemos 1 (UMA) apresentação e solicitamos 40 (quarenta) jantares em forma de parceria. Nessa parceria, nós oferecemos em troca "Divulgação do Rink Marowil como “ponto de encontro” das CONVERSAS DE DANÇA (atraindo público consumidor ao longo de 1 mês) / Logomarca da empresa em todo o material gráfico/digital: 1000 programas, 100 cartazes, 1 lona, 200 certificados / Artes digitais de mailing, facebook e jornal standard – FACEBOOK COM MAIS DE 500 LIKES, ALCANCE DE 1000 VISUALIZAÇÕES SEMANAIS, EM MÉDIA / Divulgação em jornais/periódicos (impressos e digitais) locais, regionais e nacionais / Logomarca na abertura dos vídeos (será realizada, semanalmente, uma mostra de videodanças, no Cine Humberto Mauro – Centro de Cultura Raul de Leoni) / Menção do nome dos apoiadores em todas as atividades do encontro / Criação de relatório bienal com marcas e menções aos patrocinadores/apoiadores".

Tirando aquilo que marcamos aqui em vermelho, e já havíamos informado por telefone que não poderíamos mais oferecer e você concordou (pelo menos foi o que disse seu gerente), nós fizemos nossa parte Sr. Rogério, nós divulgamos o Marowil Rink Bar como ponto de encontro, inclusive como espaço para confraternização de encerramento do CONVERSAS DE DANÇA, nós adicionamos sua logomarca no nosso material digital, nós falamos do Marowil na nossa página de Facebook, nós colocamos o nome da sua empresa mais de uma vez em um dos principais jornais da cidade, nós colocamos sua logomarca também na abertura do nosso CineConversa, nós falamos do seu restaurante pra todos os artistas e públicos que estiveram com a gente, e nós estamos nos preparando para te colocar no nosso relatório.

Digo "estamos" e não "estávamos" porque o senhor, seu Rogério, vai continuar fazendo parte dos nossos comentários; vamos continuar falando de você e do Marowil Rink Bar. Só que agora vamos falar de como as relações entre os empresários da cidade e a cultura não podem ser levadas à frente dessa maneira desrespeitosa como você levou com o CONVERSAS DE DANÇA. Mesmo sabendo que nós, "insignificantes artistas", não temos poder de derrubar seu império comercial, nós vamos falar que o Marowil Rink Bar não é um espaço que apoia a arte, vamos falar que o dono do Marowil, o Sr. Rogério, não se deu sequer o trabalho de ler um ofício cujo conteúdo não passa de 250 palavras, vamos falar que nada mais relacionado ao CONVERSAS DE DANÇA ou qualquer coisa que estejamos relacionados passará perto do seu espaço, e vamos dizer a todos que, mesmo você tendo obrigado seu gerente, que foi super gentil com a gente, a pagar pelos 4 (QUATRO) pratos executivos de arroz, feijão, farofa, salada e um bife de carne bovina ou de ave que consumimos no Domingo, dia 05/10, nós vamos pagar por isso.

Então pode esperar Sr. Rogério, que em breve passaremos aí no Marowil Rink Bar para realizar o pagamento de 4 pratos executivos que o senhor não autorizou de serem oferecidos aos nossos artistas convidados. Nesse momento, vamos aproveitar para retirar, caso o senhor já não o tenha feito, o cartaz do CONVERSAS DE DANÇA que colamos no seu espaço. E vamos aproveitar também para dizer ao seu gentil gerente, o André, que sentimos muito pela situação que o senhor criou para ele e para nós, por conta da sua falta de respeito.

Não te mandamos um abraço Sr. Rogério, mas desejamos que as coisas caminhem bem pra você.

--

E o CONVERSAS DE DANÇA segue galera! Se nós somos rechaçados por uns e desrespeitados por outros, ainda assim estamos inventando um jeito de fazer arte na cidade que vai mudar muita coisa, num futuro não muito distante. Beijo no ombro e essa semana tem "DELEGANDO AUTORIAS", "DANIELLA AGUIAR", "CAVALARIA" E "QUEM TEM MEDO DA ARTE CONTEMPORÂNEA?". Não vão perder né?!


quinta-feira, 2 de outubro de 2014

FOLIA DE DÉDALO - ADIAMENTO

Olá pessoal!

Anúncio importante!

As duas primeiras ações do projeto "Delegando autorias", que compõe a programação do CONVERSAS DE DANÇA, serão adiadas por conta da chuva.

O encontro-oficina "FIOS, OBSTÁCULOS E, TALVEZ, MINOTAUROS", marcado para hoje (02/10) e a festa-ocupação "FOLIA DE DÉDALO", marcada para Sexta-Feira (03/10) não serão realizados nas datas e horários previstos, e serão remarcados posteriormente.

Assim que tivermos a confirmação dos novos dias e horários, retornaremos a notificação em todos os canais de comunicação do CONVERSAS DE DANÇA.

Agradecemos a compreensão de todos e lembramos que as atividades dos dias 04/10 (Sábado) e 05/10 (Domingo) acontecerão normalmente.

As vagas para as oficinas estão acabando. Não deixem para a última hora. Participem!


segunda-feira, 15 de setembro de 2014

99,9%

É isso aí meu povo!

Apesar dos atrasos por conta dos entraves políticos, eis que chegamos àquele momento bastante esperado.

TÁ LANÇADA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO CONVERSAS DE DANÇA 2014!!

É isso mesmo! Já pode conferir tudo, os artistas convidados, as atividades, JÁ PODE SE INSCREVER e começar a acompanhar os lances finais da preparação do encontro que vai sacudir Petrópolis no mês de Outubro.

Se liga no time de artistas: Bernardo Stumpf (RJ/PR), Bruna Antonelli (POR), Cia Híbrida/Renato Cruz (RJ), Daniella Aguiar (RJ/MG), Flávia Meireles (MA/RJ), Leo Nabuco (RJ), Luisa Marinho (RJ), Mariana Patrício (RJ), Nirvana Marinho (SP), Roberta Ramos (PE), Rodrigo Maia (RJ), Rubia Romani (PR), Thiago de Souza (RJ) e Vanilton Lakka (MG).

O projeto DELEGANDO AUTORIAS agradece e faz questão de mencionar seu patrocinador: FUNARTE - Fundação Nacional de Artes.

Agradecemos também aos nossos apoiadores: Prefeitura Municipal de Petrópolis, Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis, Pousada 14 Bis, Restaurante Soberano e Estúdio DN'A.

Alguns detalhes de informações ainda serão atualizados, mas no fino do grosso é isso. Aproveitem!

Até Sexta-Feira (19/10) nosso lindo material gráfico já estará circulando pelas escolas de dança e demais espaços culturais da cidade.


ACESSEM | INFORMEM-SE | INSCREVAM-SE | PARTICIPEM

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

PRIMEIROS ÚLTIMOS NOVOS PASSOS

As CONVERSAS DE DANÇA seguem dando passos importantes na realização de ações mais aprofundadas entre artistas, públicos, espaços de arte e demais instituições envolvidas com a cultura da cidade.

Há cerca de um mês do início das atividades do encontro deste ano, algumas “preparações” já vêm ganhando uma cara super potente e a previsão é de que 2014/2015 vão ser anos cruciais para as CONVERSAS DE DANÇA.

saiu na Tribuna de Petrópolis, no dia 04/09 (clica aí!)

A primeira notícia é que agora é oficial. Temos o projeto CONVERSAS DE DANÇA aprovado no mecanismo de incentivo fiscal da Lei Rouanet, com 100% de aprovação em todos os parâmetros. Isso significa que não há qualquer empecilho conceitual e/ou técnico (seja na ideia, ou na forma de organizar as ações e lidar, de maneira responsável, com o uso de recursos monetários) para o encontro abrir as portas para novas possibilidades de financiamento e relação com as iniciativas pública e privada e, logicamente, com os artistas e públicos da cidade de Petrópolis. Agora a sequencia disso é agregar novos colaboradores que ajudem a tornar essa ideia cada vez mais real.

Em outro assunto, duas das ações em parceria que serão realizadas ainda esse ano já estão com os motores aquecidos e prontos para decolar:

- A oficina CAVALARIA - parte do projeto “Escavações”, que já rodou cidades do Brasil, Argentina e Inglaterra, e agora aterrissa em Petrópolis para uma missão criativa colaborativa de dois meses – terá seu primeiro encontro no dia 07 de Setembro, no Centro de Cultura Raul de Leoni. Contando com a participação de artistas convidados e inscritos, a oficina vai mergulhar nos problemas da grupalidade. Corre que ainda dá pra se inscrever!

- Os artistas do projeto DELEGANDO AUTORIAS – contemplado com o prêmio Funarte Artes na Rua 2013 – já fizeram os primeiros encontros que culminaram na definição das ações que serão realizadas nos espaços públicos do centro histórico da cidade. Preparem-se porque vem muita convocatória por aí. A palavra de honra do projeto é PARTICIPAÇÃO, seja nas ruas, nos aparelhos públicos e até na Internet. Onde houver convivência pública, estaremos lá!

E para fechar, os parceiros. Sim, o que seria da cultura e da arte sem a amizade? Já estamos em fase de fechamento das programações para podermos divulgar os artistas convidados desse ano. Um deles já pode ser mencionado, porque já estamos trabalhando a todo vapor. O artista e diretor de arte Daniel Figueiredo, petropolitano de nascença e de coração, radicado no Rio de Janeiro, topou a missão de coordenar a direção de arte das CONVERSAS DE DANÇA. Estamos trabalhando na identidade visual e nos materiais gráficos do encontro. Tá ficando super bonito e, em breve, vai tá tudo circulando por aí. Obrigado Daniel pela parceria.

E tem mais gente! Tem muito mais gente de altíssima qualidade, do Rio de Janeiro, de São Paulo, de Minas Gerais, do Paraná. As redes estão crescendo! Fiquem ligados que esse ano tem muita coisa boa vindo por aí.